29 de janeiro de 2016
BACKLIGHTS_FEV2015_b

Intercâmbio
Oficina: O corpo do ator e o corpo do boneco

 
29 de janeiro de 2016
BACKLIGHTS_FEV2015_b

Intercâmbio
Performance: O Braile, uma dança às cegas

 
29 de janeiro de 2016
Foto Petr Kurecka 1

Intercâmbio: Cia PeQuod de Teatro de Animação & DudaPaivaCompany

O blog http://ciapequod.wix.com/intercambio é fruto do Intercâmbio realizado entre as Companhias PeQuod (Brasil)  e DudaPaivaCompany (Holanda), durante o mês de fevereiro de 2015, no Rio de Janeiro – Brasil. Criado pela PeQuod, especialmente para registro e reflexão sobre o intercâmbio, este é um espaço para compartilhamentos das experiências vividas e presenciadas por todos aqueles que de alguma forma estiveram envolvidos ou presenciaram etapas do processo desenvolvido neste período. Desejando ainda ir um pouco mais longe, convidamos todas as
7 de fevereiro de 2015

A luz montagem. Uma análise comparativa dos mecanismos de edição utilizados no teatro e no cinema.

Artigo publicado em: Móin-móin: Revista de estudos sobre teatro de formas animadas, ano 4, n. 5. Jaraguá do Sul: SCAR/UDESC, 2008. pp.190-208. Quando comecei a frequentar os ensaios da peça “Sangue Bom” da Cia. Pequod de teatro de animação e me deparei com uma grande quantidade de diferentes ambientes cenográficos que se moviam em estruturas possuidoras de rodas, fazendo a ação da peça se deslocar por diferenciados espaços internos a narrativa, bem como ocupar o palco em toda a sua extensão
7 de fevereiro de 2015

Encenando Peer Gynt – Apontamentos sobre a montagem da Cia. PeQuod

Artigo publicado em: SCHOLLHAMMER, Karl Eric (Org.). Henrik Ibsen no Brasil. Rio de Janeiro: PUC-Rio/7Letras, 2008. pp: 91-9. Antecedentes Para que se entenda quais são as linhas de criação da Cia. PeQuod – Teatro de Animação, na qual atuo como diretor artístico desde sua criação, em 1999, e como e por que chegamos a Ibsen, faz-se necessário, em primeiro lugar, falar um pouco sobre a trajetória do grupo. Em Sangue Bom, primeira produção da PeQuod, buscávamos uma reavaliação do espaço cênico, o qual
7 de fevereiro de 2015

Palcos sobre palcos sobre palcos: o animador aparente e a justaposição de espaços e linhas narrativas no teatro (de bonecos) contemporâneo.

Comunicação apresentada no Encontro do Grupo de Trabalho ABRACE Territórios e Fronteiras, realizado na ECA-USP, em novembro de 2006. Resumo: Tomando como ponto de partida o artigo Visual Narrative, do escultor e marionetista israelense Hadass Ophrat, o autor comenta o espetáculo de animação “Sangue bom” ressaltando a importância do emprego do animador aparente como um elemento determinante do teatro de animação de bonecos e formas contemporâneo. A presente comunicação lida com questões que vêm sendo por mim trabalhadas no projeto de pesquisa apresentado
7 de fevereiro de 2015

Ação!As aproximações entre a linguagem cinematográfica e o Teatro de Animação na Cia. PeQuod

Artigo publicado em: Móin-móin: Revista de estudos sobre teatro de formas animadas, ano 1, n. 1. Jaraguá do Sul: SCAR/UDESC, 2005. pp.167-86. O grito de “ação” no título acima nos diz muito a respeito do nosso trabalho. Este grito, que vem sendo repetido em centenas de línguas por milhares de diretores de Cinema em todo o mundo, clama justamente pelo início de uma cena que já foi ensaiada, preparada, repetida e está agora próxima de sua captura para as gerações futuras.