ESTREIA: DEZEMBRO DE 2001

LOCAL: MUSEU HISTÓRICO NACIONAL, RIO DE JANEIRO

ELENCO ATUAL: JORGE MATHIAS, LILIANE XAVIER, MARISE NOGUEIRA, MONA VILARDO, MÁRCIO NASCIMENTO, MÁRCIO NEWLANDS E MARIO PIRAGIBE

ELENCO ORIGINAL: ALZIRA ANDRADE, DORIANA MENDES, MARIANE GUTIERREZ, JOSÉ MAURO BRANT, MÁRCIO NASCIMENTO, MÁRCIO NEWLANDS, e os músicos BERBEL, ELIZEU COUTINHO E MAURÍCIO DURÃO

PRÊMIOS E INDICAÇÕES: PRÊMIO SHELL DE TEATRO (CATEGORIA MELHOR ILUMINAÇÃO)
PREMIO SHELL DE TEATRO (CATEGORIA ESPECIAL)

Musical que usa o teatro de bonecos para contar a história do nascimento de Jesus. Com músicos e cantores ao vivo, interpretando canções criadas especialmente para a peça, o espetáculo narra os fatos que se estendem do casamento de Maria e José até a fuga da Sagrada Família para o Egito, sempre com graça e leveza. No palco, o humor é o elo entre as referências culturais da época e alguns toques atuais de cultura pop, sem jamais faltar com o respeito que o tema merece. Embora seja voltada para o público infantil, a montagem encanta igualmente os adultos.

A história você certamente já conhece. É bem provável que alguém já a tenha contado ou lido para você um dia. Mas talvez você nunca tenha visto a singela história do menino Jesus desta forma: com bonecos, com cantores em cena e com músicos ao vivo.

Este musical em miniatura leva adiante um estudo das possibilidades que o Teatro de Animação pode oferecer ao público de agora, gente com exigências e expectativas sempre renovadas.

Desta vez, a pesquisa fixou-se na aproximação entre o Teatro musicado e a linguagem específica dos bonecos. A dinâmica existente no Musical, onde a ação da peça é pontuada por canções, é reproduzida aqui, na busca de uma mistura rara de atores e bonecos.

Esta história revela ainda uma outra história: a de um outro nascimento. Originado no Grupo Sobrevento, este espetáculo marca o surgimento de um novo grupo dedicado ao Teatro de Animação: O Pequod. Seu nome foi tirado da embarcação que persegue a baleia Moby Dick, no romance de mesmo nome. Com o mesmo ímpeto do capitão Ahab, este novo grupo está pronto para partir em busca de novos desafios e dividi-los com a platéia.
NOITE FELIZ é dedicado à memória do músico e amigo Queca Vieira.

Miguel Vellinho, texto do programa

Direção: Miguel Vellinho.
Elenco: Jorge Mathias, Liliane Xavier, Marise Nogueira, Mona Vilardo, Márcio Nascimento, Márcio Newlands e Mario Piragibe
Teclado e acordeom: Maurício Durão
Violino e bandolim: Dalus Gonçalves
Percussão: Berbel
Cenografia: Carlos Alberto Nunes
Figurinos: Kika de Medina
Iluminação: Renato Machado
Canções: Marco Aurélio Sílvio
Trilha Sonora e Direção Musical: José Roberto Crivano e Maurício Durão
Assistência teórica: Rosita Silveirinha
Fotos: Débora 70
Assistentes de Cenografia: Renata Cardoso e Alexandre Wendt
Costureira: Atelier Adélia Andrade
Confecção dos bonecos e adereços: Alzira Andrade, Márcio Newlands, Bernardo Macedo e Miguel Vellinho
Esculturas: Nadam Guerra e Bernardo Macedo
Realização: Cia. PeQuod – Teatro de Animação

Público-alvo: para todas as idades.
Espaço: Não há muitas restrições, sendo que a
relação com a platéia deve ser sempre, frontal.
Dimensões mínimas do palco: 5,5m de boca-de-cena,
4,5m de profundidade e 3,5m de altura.
Duração do espetáculo: 50min.
Tempo de montagem: Cerca de dez horas quando a montagem se dá em teatros convencionais, com montagem de iluminação. Em espaços alternativos, cerca de cinco horas, sem montagem de luz.
Tempo de desmontagem: Cerca de 2h.

Necessidades Técnicas – Pessoal e Equipamento
Pessoal de apoio à montagem: 02 técnicos de luz
e 01 técnico de palco
Pessoal de apoio ao espetáculo: 01 técnico de som.
Equipamento de luz: mesa de 48 canais com 04 kws por canal, 09 refletores PCs 1000w/220v, 15 refletores elipsoidais 1000w/220v, 14 Peam Beans, 10 Par Foco 2 1000w/110v (seriadas), 2 Par foco 1 1000w/110v (seriadas), 2 Par Foco 5 1000v/110v (seriadas) e
01 Set-light 1000w/220v.
Equipamento de som: 06 microfones de lapela ou pingente, 06 microfones direcionais para os músicos com pedestais, 03 estantes para partituras, amplificador, 2 caixas, mesa com 24 canais, reverber e todos os cabos necessários. A potência do equipamento deve estar adequada às características do local da apresentação.
Transporte do cenário: o cenário pode ser levado em um caminhão-baú pequeno.

Equipe: 07 atores, 03 músicos, 01 operador de luz,
01 operador de som e 01 produtor.